top of page
Buscar
  • gabvieiramos

O Momento

Ao meu eterno amor.


Sob a luz incandescente do poste mais próximo, você estava linda. Lembro-me bem da forma como havia prendido os volumosos cachos, presos em um único ponto posterior, deixando a mostra as delicadas orelhas que, escondidas, sempre teimavam por um pouco de liberdade. Os seus delicados lábios, retratos inconscientes de qualquer pensamento rápido que surgia em sua mente, estavam congelados em um doce sorriso malicioso. Os seus olhos castanhos, encantadores por natureza, pareciam ter sugado a luz da noite para si, e brilhavam com um desejo desmedido. Naquele momento, eu só consegui elaborar um único pensamento: “Aqui está o momento”. Aquele que os apaixonados insistem em dizer que existe. Aquele conjunto infinito de segundos que antecede um primeiro beijo.


Desde então compartilhamos a descoberta de diversos outros eventos juntos. Por inúmeras outras vezes me peguei perdido em meio àqueles olhos oblíquos, nem sempre por conta de irretocável amor. Existe uma capacidade quase infinita de transmutação inerente aos sentimentos eternos, e o tempo é o maior motivador de qualquer mudança. As conquistas que são acumuladas com a vivência, assim como as frustrações que compõem a adequação de duas pessoas em constante crescimento, moldaram e continuam a moldar a maior aventura que já fomos capazes de vivenciar. Independente disso, as raízes desta história permanecem as mesmas, e não raramente me vejo mergulhado em memórias quanto aquele primeiro vislumbre de amor compartilhado entre nós dois, em uma rua deserta da capital mais sóbria que a humanidade foi capaz de gerar, naquilo que parece ter sido o início dos tempos. Eu não sabia, na ocasião, o quanto poderia me envolver com alguém – e sou eternamente grato por ter saltado de cabeça mesmo quando mergulhado em ignorância.


- Gabriel Ract -

57 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Universos: Sereianos

Nas ruas da capital paulista, um burburinho crescente de passos apressados e buzinas insatisfeitas emanava de trechos de asfalto que eram, pouco a pouco, energizados pelos raios solares que emergiam d

Solstício de Inverno

No hemisfério sul, lar de uma infinidade de diferentes povos e culturas sobreviventes a anos de escravidão e alienação financiadas por povos autoproclamados desenvolvidos, o dia 21 de Junho não marca

Prólogo - O Despertar

Desde crianças sabemos o que o futuro reserva para cada um de nós. Alguns garantem que isso seja resultado da formação do nosso caráter, que cria as suas primeiras raízes durante essa época da vida. O

Comments


Post: Blog2 Post
bottom of page